Livro: Grimm’s Complete Fairy Tales

Aquele momento em que você percebe que colocar um livro em inglês com mais de 700 páginas na primeira semana da maratona não foi uma boa decisão…

Porém, depois de muitos dias e a certeza de um flop iminente, o segundo livro da primeira semana foi concluído (não necessariamente na primeira semana)! Grimm’s Complete Fairy Tales foi escolhido para completar o desafio “um livro com figuras e ilustrações”.

Como o livro é, como o próprio nome já diz, um apanhado de todos os contos escritos pelos irmãos Grimm, Jacob e Wilhelm, sendo constituído por mais de 100 histórias, fica meio complicado contar um pouco sobre cada uma delas, até mesmo porque algumas possuem menos de uma página (!) e eu praticamente escreveria um novo livro para falar sobre todas essas histórias.

Por isso, decidi falar um pouco mais sobre essa edição linda publicada pela Barnes & Noble. A capa e a contracapa são cobertas por um material que imita couro, com traços dourados e pratas, trazendo ainda dourado no corte. A edição também possui uma fitinha dourada que serve para marcar a leitura. O livro é de uma coleção da B&N chamada “Barnes & Noble Leatherbound Classics”, com vários livros lindamente produzidos.

Antes de começarem os contos, o livro traz uma pequena introdução que conta um pouco da história dos irmãos Grimm. A maioria das histórias contadas por eles foram ouvidas de pessoas de classe média alta (ao contrário do que muitos pensam, elas não foram extraídas das memórias de pessoas de classes mais baixas). Mas como os irmãos começaram com esse desejo de ouvir histórias e disseminá-las, com o objetivo de enaltecer o povo germânico?

Tudo começou com um amigo de Jacob, chamado Savigny, que permitia que ele explorasse sua vasta biblioteca, introduzindo-o a histórias do folclore alemão e a antigos manuscritos, que foram apresentados posteriormente a Wilhelm. Com o passar do tempo, e através de muitas pesquisas, ambos foram se apaixonando mais pela literatura, especialmente pela antiga literatura alemã, e começaram a aprender diversas línguas antigas para poder ler e entender os documentos antigos que encontravam. Ao perceberem que não havia una tradução feita de maneira correta e integral, ambos decidiram criar sua própria coleção de contos de fadas.

O livro traz algumas histórias que são popularmente conhecidas nos dias atuais, como Cinderela, Branca de Neve e os Sete Anões, Rapunzel, João e Maria, A Bela Adormecida e Chapeuzinho Vermelho, além de muitas outras que não são tão conhecidas mas igualmente adoráveis, como “The Glass Coffin” e “The Shoes That Were Danced to Pieces”.

O livro, pelo que eu pude perceber, não é organizado em ordem alfabética, mas sim por temas, de acordo com o conteúdo de cada história, que eu tomei a liberdade de classificar alguns como:

  • Histórias com três vestidos que trazem a felicidade: The Drummer, The Two Kings’ Children, The Iron Stove, etc.
  • Objetos mágicos que transportam o herói para qualquer lugar: The Drummer, The Raven, The Crystal Ball, etc.
  • Histórias mais sombrias: Godfather Death, Death’s Messengers, The Godfather, etc.
  • Pessoas que precisam de um pouco mais de inteligência: Clever Hans, Hans in Luck, Clever Elsie, etc
  • Preguiçosos: The Lazy Spinner, The Three Sluggards, Lazy Harry, etc

Algumas outras características que pude observar são: na maioria delas, vai haver o filho ou a filha de um rei como principal; se existir uma família com três irmãos, provavelmente o mais novo será maltratado ou odiado por ser o mais sensato e com o coração verdadeiramente bom; o herói precisa passar por três aprovações antes de conseguir ganhar uma recompensa. Lembrando que essas são apenas algumas das características em comum, e não todas.

Por causa desses motivos, algumas histórias acabam se tornando bem repetitivas, com os mesmos acontecimentos, mudando apenas um pequeno fato ou outro, mas levando a história para o mesmo caminho (vide “The Devil with the Three Golden Hair” e “The Griffin”). Isso acaba tornando a leitura do livro um pouco cansativa. Acredito que o livro deve ser melhor aproveitado se for lido aos poucos, sendo intercalado com outros livros e não se tornando uma leitura única, para não tira o encanto dessa belíssima edição.

Por fim, já que o desafio era sobre um livro com ilustrações, decidi postar aqui algumas das imagens que podem ser encontradas no livro. O livro possui imagens coloridas e em preto e branco, podendo ocupar a página inteira ou apenas uma parte dela e que foram feitas pelo ilustrador inglês Arthur Rackham.

DSC05627 DSC05621 DSC05591 DSC05595

DSC05612

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s