Livro: O espadachim de carvão e as Pontes de Puzur

             Antes de qualquer coisa, gostaria de avisar que essa resenha pode conter spoilers referentes ao primeiro livro da série, “O espadachim de carvão”. Portanto, é recomendada a leitura do livro citado antes de saber mais sobre o segundo livro da série. 🙂

Segundo livro da série “O espadachim de carvão”, do autor brasileiro Affonso Solano, “O espadachim de carvão e as Pontes de Puzur” deixa um pouco de lado a história de Adapak, protagonista da série, para contar a história de o ushariani Puzur, um famoso ladrão que viveu cerca de mil ciclos antes da história principal, responsável por mandar criar as três espadas Lukur, Igi e Sumi (um para cada braço do ushariani), capazes de conferir ao seu portador a capacidade de viajar para qualquer lugar de Kurgala em segundos (quase como aparatar ou ter uma T.A.R.D.I.S.).

“– A que tem em mãos é Lukur – explicou Puzur, retirando do embrulho as outras duas armas e o cinto com as bainhas. – E estas são suas irmão: Igi e Sumi. Notaram que os olhos de cada escultura são de cores diferentes? (…) – Pois dizem que guardam a alma de três lindas princesas, e aquele que tiver o coração puro como o delas será capaz de vencer qualquer desafio.” – O espadachim de carvão e as Pontes de Puzur, página 11.

            Acompanhado pela humana Laudiara, Puzur segue sua carreira de crimes para ir atrás de um propósito maior, precisando se desvencilhar de diversos perigos que o aguardam durante a trama.

UsharianiDamiani
Espadachim ushariani, por Rafael Damiani. (portfólio do artista: http://portfolio.ralphdamiani.com/. Acesso em: 15/10/2015).

À medida que a história avança, são dadas mais informações sobre como são feitas as viagens através dos pilares Dingirï, além de ensinar um pouco mais sobre algumas relíquias desses deuses e do poder emanado por elas

“- O que você quis dizer com “Ponte”? – questionou Laudiara, parando a alguns cascos de distância do ladrão.
– É como os chamo – explicou ele, apontando para o pilar Dingirï. – Contanto que tenha a imagem de um desses na cabeça, posso viajar para qualquer lugar de Kurgala.
 – A imagem… de um pilar? – indagou.
– Do lugar onde o pilar está, na realidade – esclareceu o ushariani. – É como um quadro. Se Puzur tiver a imagem do local na memória, pode atravessa a Ponte até lá.” – O espadachim de carvão e as Pontes de Puzur, página 39.

Creio que no primeiro livro, como Adapak não conhecia nada além da caverna em que morou a vida toda, nós, leitores, também não tivemos muitas informações sobre Kurgala e sua história. Porém, conforme o protagonista vai conhecendo um pouco mais sobre o mundo e tudo ao seu redor, através de livros de uma biblioteca ou de histórias contadas pelas pessoas que cruzam seu caminho, nós vamos aprendendo mais sobre esse universo que o Solano criou.

Exemplos disso são a ilustração do mapa de Kurgala e o caderno em que Adapak registra observações sobre as espécies sapientes de Kurgala.

Mais uma vez, o Affonso Solano me deixou com a sensação de ansiedade pelo livro seguinte. Por ser uma história que vem tomando forma há anos na mente do autor, ela possui uma trama amarrada e com os personagens profundos, o que faz com que você queira saber mais sobre o universo criado e o desenvolvimento da história dos personagens, tanto no presente quanto no passado e no futuro.

Instagram do autor. (https://instagram.com/affonsosolano/. Acesso em 15/10/2015)

Com o primeiro livro publicado em 2013 pelo selo Fantasy da editora Casa da Palavra, o segundo livro da série saiu nesse ano pela Leya, onde o autor é coordenador do gênero de fantasia.

As ilustrações do interior do livro foram feitas pelo próprio autor, com a ilustração da capa sendo feita pelo ilustrador Rafael Damiani, o mesmo que ilustrou o primeiro livro da série.

DSC06723DSC06725DSC06730DSC06729I
Ilustrações feitas pelo autor do Livro “O espadachim de carvão e as Pontes de Puzur”. Fonte: Acervo pessoal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s