Livro: Charlie and the great glass elevator

Há algumas semanas, eu fiz uma resenha aqui sobre Charlie and the Chocolate Factory, famosa história criada por Roald Dahl, que fez parte tanto da nossa infância quanto da de nossos pais, graças às duas adaptações para o cinema, em 1971 e 2005.

O que alguns não sabem é que o livro tem uma continuação! “Charlie and the great glass elevator” conta a história de Charlie, junto com sua família e Willy Wonka logo após Charlie, vô Joe e Wonka chegarem na casa dos Bucket através do elevador de vidro e contar para toda a família que Charlie é o mais novo dono da fábrica de chocolate.

Com essa informação, todos se preparam para se mudar para a fábrica no elevador de vidro. Porém, um infortúnio acontece: para poder pousar na fábrica, Wonka acredita ser necessário subir e subir e subir até sair da Terra, para só assim poder entrar de novo na fábrica, através de mais um buraco feito no telhado. Contudo, um fator importante deve ser levado em consideração: se eles subirem demais, eles entrarão em órbita e não conseguirão mais descer!

Bem, isso obviamente acaba acontecendo. Agora, a família Bucket e Willy Wonka precisam dar um jeito de, além d voltar para a Terra, salvar toda a tripulação de uma cápsula espacial que ia para o Hotel Espacial ‘E.U.A.’ de um bando de “Vermicious Knids”, seres terríveis que podem mudar sua forma para qualquer uma que desejarem e que já devastaram diversas espécies em diferentes lugares do universo, comendo todos que aparecem em sua frente (apesar de serem seres que possuem somente olhos e mais nada).

Jpeg
Família Bucket e Willy Wonka entrando em órbita.
Jpeg
Hotel Espacial “E.U.A”
Jpeg
Vermicious Knids

Além de todos esses problemas, vó Josephine, vô George e vó Georgina brigam para usar as “Wonka-vite”, vitaminas que permitem a quem toma rejuvenescer 20 anos. Será que essa nova invenção irá funcionar? Ou eles terão destinos semelhantes aos das quatro terríveis crianças que ganharam o bilhete dourado? E quanto aos viajantes da nave espacial? Eles serão salvos? E quanto a Terra? Ela será poupada dos terríveis “Vermicious Knids”?

Jpeg
Vitaminas Wonka

Particularmente, achei a continuação da história de Charlie um pouco sombria. Muitas vezes, a pergunta “esse é mesmo um livro para crianças?” veio a minha mente. Isso se deve a elementos assustadores com os terríveis “Vermicious Knids”, já mencionados, e os apavorantes “Gnoolies”, que vivem em “minusland”, lugar onde vivem todas as pessoas com idade negativa (ou seja, que ainda não nasceram).

Além disso, senti que Willy Wonka estava mais malvado nessa história. Diferente do primeiro livro, em que por vezes ele tenta impedir que as crianças cometam ações que os ponham em risco, a continuação da história traz um Wonka mais passivo, que por vezes observa uma ação perigosa tomada por alguém sem se pronunciar.

Porém, apesar disso, “Charlie and the Great Glass Elevator” é um ótimo livro, com cenas algumas cena engraçadas e outras de prender a respiração, trazendo-nos de volta para a história que nos foi apresentada em nossa infância. É incrível como o Dahl consegue criar tiradas inteligentes com pensamentos simples, do tipo que só podem ser extraídos da mente de uma criança.

“Why is she lying down?”,  Charlie whispered.
“Because sh is a Minus, Charlie. Surely you know what a minus looks like… Like that…” Mr. Wonka drew a horizontal line in the air with his finger.

Curiosamente, “Charlie and the Great Glass Elevator” não era para ser o último livro narrando as histórias de Charlie Bucket. Roald Dahl começou a escrever um terceiro livro sobre Charlie, chamado “Charlie and the White House”. Infelizmente, ele nunca escreveu mais do que um capítulo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s