Livro: Legend

“ – Poucas pessoas matam pelas razões certas, June. A maioria faz isso pelas razões erradas. Só espero que você nunca se encontre em alguma dessas categorias” – Legend, pág. 208.

Estamos em Los Angeles, Califórnia, na República das Américas. O ano é incerto. Constantemente, a República luta contra as Colônias, que ficam foram das barreiras que a cercam. Para June, uma garota rica e de inteligência aguçada, as Colônias sempre foram motivos de problemas, composta por desordeiros, assim como os Patriotas, pessoas que difamam o nome da poderosa República.

Já para Day, um menino ágil que nasceu em um dos bairros pobres da República e que fora rejeitado na Prova, tendo que viver clandestinamente desde então, a República não passa de uma farsa. Ambos vivem em realidades totalmente distintas, sem nunca terem tomando conhecimento um do outro. Porém, com a morte do irmão de June, Metias, ocorrendo logo após Day tentar furtar um hospital em busca de remédios para a cura da Praga, tudo está fadado a mudar.

A história de Legend se passa em um futuro distópico, em que crianças, ao chegaram aos dez anos de idade, são submetidas a uma prova que testa seus conhecimentos e habilidades, através de uma prova física, um exame escrito e uma entrevista, podendo receber uma pontuação de até no máximo 1500 pontos, sendo reprovados todos aqueles que fazem menos de 1000 pontos.

Aqueles que não passam na prova, como Day, são tirados de suas famílias e levados para campos de trabalho forçado da República. Aqueles que, como June, são aprovados, podem ter dois destinos diferentes, dependendo de suas pontuações. Ou eles fazem o ensino médio e depois entram em boas universidades para serem treinados, em seguida se alinhando às tropas da República ou eles arranjam empregos menores para ajudarem no sustento da família, passando a fazer parte da população pobre (se já não estiverem nela).

A República é dividida em bairros ricos e pobres, e aqueles que vivem nos bairros mais humildes são constantemente assolados pela presença da Praga, uma doença que pode chegar a qualquer momento, sempre se renovando e deixando um rastro de morte por onde passa, com apenas alguns poucos sobreviventes para contar história.

Para evitar que a Praga se espalhe, a República realiza periodicamente inspeções pelos bairros mais atingidos, marcando com um grande X vermelho as portas das casas daqueles que se encontram infectados. Porém, isso é tudo.  Nenhum auxílio ou amparo são dados para aqueles que contraem a doença.

Enquanto isso, nos bairros mais ricos, seus moradores são imediatamente vacinados todas as vezes que uma nova mutação da Praga aparece, com aqueles que são contaminados recebendo uma cura rapidamente.

Os mundos de Day e June, apesar de próximos, são tão diferentes, que sua aproximação pode causar desconforto em muita gente, principalmente na República, que se sente ameaçada.

Legend é o primeiro livro de uma trilogia, narrado em primeira pessoa, com capítulos dinâmicos que intercalam entre a visão de Day e June. O livro é o tempo todo composto por cenas de ação, com várias revelações de explodir a cabeça, deixando o leitor vidrado e ansioso para saber o que irá ocorrer em seguida. Em um mar de novas distopias sendo lançadas anos após anos por diversas editoras, Legend pode ser um diferencial.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s